Newsletter LARUS: Para receber o newsletter do instituto Larus, preencha os campos ao lado.  
   

Olá Amigos e Amigas do Larus......     É muito bom registrar suas visitas em nosso Site.                         Ajudem-nos a aprimorar este site, enviando sugestões e comentários......                  Aproveitem para ler notícias e artigos.....             É preciso conhecer a Natureza para defender a Vida, porque....  Ninguém Preserva o que não Conhece.  

 
     
 
» Aquecimento global pode colocar lula gigante em risco, diz estudo - 17/12/08

O aquecimento global nunca é fácil de enfrentar - mesmo se você for um predador submarino cheio de tentáculos e com 2 m de comprimento.

A lula gigante Dosidicus gigas, comum nas águas do oceano Pacífico, deve ficar menos eficaz na sua busca por presas e mais vulnerável a seus inimigos naturais ao longo deste século, tudo por causa do aumento da temperatura do planeta, informa uma pesquisa publicada na edição desta semana da revista "PNAS".

O trabalho, de autoria de Rui Rosa, da Universidade de Lisboa, e Brad Seibel, da Universidade de Rhode Island (EUA), simulou algumas das condições previstas para o futuro dos oceanos - incluindo mudanças na acidez na água, no conteúdo de gás carbônico e oxigênio e na temperatura - e colocou alguns exemplares do supermolusco para se virar nesses ambientes.

O grande problema, afirmam os pesquisadores, é que a Dosidicus gigas é um bicho de metabolismo naturalmente muito rápido, o que implica num grande consumo de oxigênio. Ao longo do dia, ela se desloca de cima para baixo, ficando algum tempo em águas mais frias e menos oxigenadas, no fundo, e outra parte do tempo em águas rasas e com mais oxigênio.

Ora, diante das condições projetadas, é como se o ambiente disponível para a lula ficasse "achatado": as águas rasas vão ficar quentes demais e ácidas demais para ela (por causa da grande diluição de gás carbônico, principal gás do aquecimento global, no líquido), enquanto as águas fundas ficarão tão escassas de oxigênio que o bicho terá de passar muito tempo letárgico, sob pena de "ficar sem ar".

O resultado provavelmente será uma vida bem mais difícil e arriscada para a caçadora marinha.

Fonte: G1

Voltar
 
Jul 2016, 21
Jul 2016, 14
Jul 2016, 13
Mai 2016, 06
Fev 2016, 11
[+] mais artigos
 
home  |  o larus  |  notícias  |  artigos e publicações  |  projetos  |  contato
Copyright 2007 © Instituto Larus - Todos os direitos reservados.
Design & Code: Floripa 360°