Newsletter LARUS: Para receber o newsletter do instituto Larus, preencha os campos ao lado.  
   

Olá Amigos e Amigas do Larus......     É muito bom registrar suas visitas em nosso Site.                         Ajudem-nos a aprimorar este site, enviando sugestões e comentários......                  Aproveitem para ler notícias e artigos.....             É preciso conhecer a Natureza para defender a Vida, porque....  Ninguém Preserva o que não Conhece.  

 
     
 
»  - 02/06/09

As tartarugas gigantes e outras espécies endêmicas das Ilhas Galápagos enfrentam o perigo de novas doenças, por conta da preferência dos mosquitos locais pelo sangue de répteis, em relação ao de mamíferos.

A conclusão é de um estudo de cientistas da Universidade de Leeds, no Reino Unido, da Sociedade Zoológica de Londres e do Parque  Nacional de Galápagos. O trabalho está publicado na revista científica Proceedings of the National Academy of Sciences (PNAS).

Os cientistas determinaram que, embora seus primos do continente continuem a preferir o sangue quente dos mamíferos, a variedade do mosquito Aedes taeniorhynchus presente no arquipélago evoluiu para alimentar-se de sangue de tartarugas marinhas e iguanas.

Bastaria um mosquito portador de doenças desconhecidas nas ilhas, como malária viária, chegar a Galápagos para que os mosquitos fossem contaminados e espalhassem o mal por todo o arquipélago, advertem os pesquisadores.

Por conta de seu isolamento, é improvável que a fauna das ilhas tenha imunidade a essas doenças, diz o estudo.

Fonte: Estadão Online

Voltar
 
Jul 2016, 21
Jul 2016, 14
Jul 2016, 13
Mai 2016, 06
Fev 2016, 11
[+] mais artigos
 
home  |  o larus  |  notícias  |  artigos e publicações  |  projetos  |  contato
Copyright 2007 © Instituto Larus - Todos os direitos reservados.
Design & Code: Floripa 360°