Newsletter LARUS: Para receber o newsletter do instituto Larus, preencha os campos ao lado.  
   

Olá Amigos e Amigas do Larus......     É muito bom registrar suas visitas em nosso Site.                         Ajudem-nos a aprimorar este site, enviando sugestões e comentários......                  Aproveitem para ler notícias e artigos.....             É preciso conhecer a Natureza para defender a Vida, porque....  Ninguém Preserva o que não Conhece.  

 
     
 
»  - 05/06/09

Quem entrasse numa máquina do tempo rumo a um verão qualquer na Antártida de 34 milhões de anos atrás daria de cara não com o continente gelado de hoje, mas com deslumbrantes paisagens alpinas, não muito diferentes das fotografias abaixo. Usando dados obtidos por radar, uma equipe internacional de pesquisadores conseguiu "enxergar" através de quilômetros de geleiras eternas e determinar que as montanhas Gamburtsev, no centro da Antártida, tinham vales, rios e geleiras semelhantes aos dos Alpes nessa época remota.

O relato das descobertas está na edição desta semana da revista científica "Nature". A equipe liderada por Martin Siegert, da Universidade de Edimburgo (Reino Unido), afirma que a antiga topografia alpina da Antártida ficou preservada debaixo das camadas de gelo.

Segundo os pesquisadores, levando em conta o relevo característico dessas estruturas, a temperatura média da região durante o verão era igual ou superior a 3 graus Celsius positivos. Parece pouco, mas é um calor bem maior do que as dezenas de graus negativos que dominam a área hoje.

Mudanças ligadas à circulação das correntes marítimas e ao posicionamento dos continentes acabaram levando ao gradual congelamento da Antártida continental, concluído por volta de 14 milhões de anos atrás.

Fonte: G1

Voltar
 
Jul 2016, 21
Jul 2016, 14
Jul 2016, 13
Mai 2016, 06
Fev 2016, 11
[+] mais artigos
 
home  |  o larus  |  notícias  |  artigos e publicações  |  projetos  |  contato
Copyright 2007 © Instituto Larus - Todos os direitos reservados.
Design & Code: Floripa 360°