Newsletter LARUS: Para receber o newsletter do instituto Larus, preencha os campos ao lado.  
   

Olá Amigos e Amigas do Larus......     É muito bom registrar suas visitas em nosso Site.                         Ajudem-nos a aprimorar este site, enviando sugestões e comentários......                  Aproveitem para ler notícias e artigos.....             É preciso conhecer a Natureza para defender a Vida, porque....  Ninguém Preserva o que não Conhece.  

 
     
 
»  - 03/01/14

Pesquisadores da costa oeste da Austrália inventaram uma maneira de transformar a aproximação de tubarões em tuítes para alertar banhistas e tentar evitar ataques.

Num projeto conjunto com a SLSWA (Serviço de Salva-Vidas da Austrália Ocidental, na sigla em inglês), cientistas marcaram mais de 320 tubarões da área com etiquetas acústicas.

Quando um peixe chega a menos de um quilômetro da costa, elas emitem um sinal que se torna um post no perfil da SLSWA no Twitter, que traz detalhes sobre o tipo, o tamanho e a localização aproximada do tubarão.

“Agora a informação é instantânea, e as pessoas não têm mais desculpas para dizer que não foram avisadas [sobre os tubarões]“, disse Chris Peck, representante da SLSWA.

A costa oeste da Austrália é a região mais perigosa do mundo quando o assunto é ataque de tubarão. O surfista Chris Boyd, 35, que morreu em novembro, foi a sexta pessoa a falecer em decorrência desse tipo de incidente na área em dois anos.

Fonte: Folha.com

Voltar
 
Jul 2016, 21
Jul 2016, 14
Jul 2016, 13
Mai 2016, 06
Fev 2016, 11
[+] mais artigos
 
home  |  o larus  |  notícias  |  artigos e publicações  |  projetos  |  contato
Copyright 2007 © Instituto Larus - Todos os direitos reservados.
Design & Code: Floripa 360°