Newsletter LARUS: Para receber o newsletter do instituto Larus, preencha os campos ao lado.  
   

Olá Amigos e Amigas do Larus......     É muito bom registrar suas visitas em nosso Site.                         Ajudem-nos a aprimorar este site, enviando sugestões e comentários......                  Aproveitem para ler notícias e artigos.....             É preciso conhecer a Natureza para defender a Vida, porque....  Ninguém Preserva o que não Conhece.  

 
     
 
»  - 10/07/08

Os corais também sofrem com o estresse, devido a fatores como a mudança climática e a poluição, que já colocam um terço destes construtores de recifes em risco de extinção.

Essa é a principal conclusão do primeiro grande estudo mundial sobre o estado de conservação dos corais, uma iniciativa conjunta da União Internacional para a Conservação da Natureza (UICN) e de Conservação Internacional. O objetivo é incluir essas espécies na lista de espécies ameaçadas.
Itamar Greenberg/Reuters
Corais de Eilat, em Israel; estudo indica que espécie também sofre com o estresse, devido a fatores como a mudança climática e a poluição
Corais de Eilat, em Israel; estudo indica que espécie também sofre com o estresse, devido a fatores como a mudança climática

Os recifes de coral, que levam milhões de anos para serem construídos, abrigam mais de 25% das espécies marinhas. Os corais produzem os recifes nas águas pouco profundas tropicais e subtropicais, e são extremamente sensíveis às mudanças registrados em seu entorno.

O estudo mostra que as principais ameaças que afetam os corais são a mudança climática e problemas locais como a pesca destrutiva, assim como a qualidade da água afetada pela poluição e pela degradação dos habitats litorâneos.

A alta das temperaturas pelas mudanças climáticas leva ao branqueamento dos corais, um resultado de sua resposta ao estresse e que lhe torna mais frágil frente às doenças. Os pesquisadores predizem, além disso, que a acidificação dos oceanos representa uma nova ameaça grave para os recifes de coral.

´Estes resultados mostram que os corais construtores de recifes correm maior risco de extinção, como grupo, que todos os grupos terrestres, exceto os anfíbios, e que são os mais vulneráveis aos efeitos da mudança climática´, afirma Roger McManus, vice-presidente da CI para os programas marítimos.

O principal autor do artigo, publicado pela revista ´Science Express´, Kent Carpenter, lembra que ´quando os corais morrem, os outros animais e plantas que dependem dos recifes de coral para sua alimentação e sua proteção também desaparecem, o que pode causar a destruição de todo um ecossistema´.

Fonte: Efe - Genebra

Foto: Itamar Greenberg/Reuters

Voltar
 
Jul 2016, 21
Jul 2016, 14
Jul 2016, 13
Mai 2016, 06
Fev 2016, 11
[+] mais artigos
 
home  |  o larus  |  notícias  |  artigos e publicações  |  projetos  |  contato
Copyright 2007 © Instituto Larus - Todos os direitos reservados.
Design & Code: Floripa 360°